Trending

Usinas de Rondônia estão impossibilitadas de gerar energia na capacidade máxima, diz jornal

 

Usina de Jirau, localizada em Porto Velho, Rondônia

Reportagem do Valor Econômico revela que as hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, localizadas no Rio Madeira, estão impossibilitadas de gerar energia na capacidade máxima e estão desperdiçando água. Só no dia 12 de janeiro, foram mais de 8,2 mil metros cúbicos de água não aproveitados por segundo.

O motivo é a indisponibilidade em um dos circuitos do chamado Linhão do Madeira, que conecta as usinas ao Sudeste do Brasil. Apenas como comparação, a quantidade de água não utilizada representa mais de cinco vezes e meia a vazão média das Cataratas do Iguaçu.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) diz que devido ao período úmido, com precipitação significativa, “é comum e necessária a manobra de abertura dos vertedouros de usinas hidrelétricas conectadas ao Sistema Interligado Nacional (SIN)”. Entretanto, as empresas dizem que o problema acontece por restrições do sistema de transmissão.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) também confirma que o problema é de indisponibilidade do Polo 4 da subestação coletora Porto Velho, operada pela Interligação Elétrica do Madeira, constituída pela Chesf, Furnas e Isa Cteep. A agência foi informada da situação no dia 12 de dezembro de 2022 e enviou ofício para a transmissora solicitando as providências tomadas e programadas para antecipar o retorno da operação. De acordo com a reportagem, a perspectiva é que a fiscalização em campo nas instalações aconteça essa semana.

Fonte: MegaWhat

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem