Trending

Porto Velho participa de estudo epidemiológico sobre a prevalência nacional de infecção pelo HPV

Estudo quer avaliar o impacto da vacinação contra o HPV no Brasil

Porto Velho, RO
- A Prefeitura de Porto Velho está participando do Estudo Epidemiológico sobre a Prevalência Nacional de Infecção pelo HPV: POP-Brasil 2, realizado pelo Hospital Moinhos de Vento, do Rio Grande do Sul. Na capital rondoniense a pesquisa é executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) em quatro unidades polos: Agenor de Carvalho, Caladinho, Ronaldo Aragão e José Adelino.

O estudo tem como principal objetivo avaliar o impacto da vacinação contra o HPV no Brasil, uma doença infecciosa associada ao desenvolvimento de diferentes tipos de câncer, especialmente de colo uterino e de orofaringe.

A primeira fase começou em 2018, antes da imunização contra o HPV ter início no país. A segunda fase aconteceu em maio deste ano e segue em andamento. O público alvo são pessoas de 16 a 25 anos de idade. O projeto tem duração de um ano.

A pesquisa consiste na coleta de dados mediante entrevistas realizadas por profissionais de saúde treinados, onde acontece também uma coleta de material genital e anal e outra de sangue para a realização de testes de anticorpos específicos contra os tipos de HPV incluídos na vacina.

Com isso, o levantamento final irá fornecer informações importantes para o planejamento de ações e direcionamento da vacinação contra o HPV no Brasil. Tais informações são imprescindíveis para a projeção da eliminação do câncer de colo uterino, proposta pela Organização Mundial da Saúde, por isso a Semusa faz um apelo para que a população busque as unidades polos da pesquisa e participe do projeto.


Fonte: Prefeitura de Porto Velho

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem