Rondônia Virtual

Trending

Sem título

O DIA NA HISTÓRIA

10.9.2023 - BOM DIA!

Lúcio Albuquerque

69 99910 8325

RONDÔNIA

1925 – Prêmios aos ganhadores de provas atléticas do dia da Independência em PVH: um par de jarras, porta alfinete de biscuit, uma foto da baía do Botafogo no Rio de Janeiro.

1950 – O juiz José de Melo e Silva, de Guajará-Mirim, assume também a Comarca de Porto Velho. O juiz foi autor do poema “Céus do Guaporé”, depois Hino do Estado. 

1955 – O deputado Renato Medeiros (PSP/Guaporé) denuncia: nas selvas do Território é inumana a situação dos seringueiros, porque o Banco da Amazônia não cumpre sua parte com os seringalistas.

1982 – O governador Jorge Teixeira (RO) foi acusado na Assembleia Legislativa do Acre de ter instalado postos de serviço de  Rondônia em Extrema – que desde 1943 pertencia a Rondônia. 

1987 – Policiais rodoviários são acusados de priorizar a passagem de veículos de empreiteiras, “furando a fila” de 4 horas de espera para a travessia de balsa no Rio Madeira.

HOJE É

Dia de Luta Contra a Gordofobia. Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. 

Católicos celebram São Nicolau de Tolentino. Santa Pulquéria (tamb[em na igreja Ortodoxa).

BRASIL

1808 – Publicada a “Gazeta do Rio de Janeiro”, 1º jornal impresso no Brasil. 

1972 - Emerson Fittipaldi vence o grande prêmio de Monza e torna-se o 1º piloto brasileiro campeão mundial.   

MUNDO

1960 — Nas Olimpíadas de Roma, o etíope Abebe Bikila vence a maratona correndo com os pés descalços. 

2022 — Carlos III é aclamado Rei do Reino Unido, Inglaterra, Irlanda do Norte e demais países da Commonwealth.

FOTO DO DIA

O FÓRUM RUY BARBOSA

Como em muitas cidades brasileiras, Porto Velho também homenageia personagens com contribuição decisiva para a história pátria, alguns receberam a homenagem sem nem passarem perto daqui.

Percival Farqhuar, Getúlio Vargas, Barão do Rio Branco, Duque de Caxias, a lista é grande. Getúlio veio aqui e criou o Território, mas Farqhuar (construção da EFMM) e o Barão do Rio Branco (Tratado de Petrópolis, cujo resultado gerou a EFMM e Rondônia) nunca vieram, mas o que fizeram os fizeram merecer as homenagens.

Dos que nunca vieram aqui, mas ganharam as honrarias, alguns a mereceram, outros é discutível. O baiano Ruy Barbosa nunca pisou o solo rondoniense, mas, consagrado por sua ação política e jurista, recebeu duas homenagens, a denominação de uma avenida no Bairro Arigolândia e o fórum de Justiça na Praça Rondon.

O prédio foi projeto no governo de Joaquim de Araújo Lima, juntamente com mais outras obras, como o prédio da administração da extinta Estrada de Ferro Madeira Mamoré (Prédio do Relógio, hoje sede da prefeitura).

As obras só foram concluídas cinco anos depois, quando Ênio Pinheiro era o governador.

(F. Fachada original do Fórum Ruy Barbosa)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem