Trending

Zé Neto embolsou R$ 400 mil de dinheiro público em show que criticou Anitta e Lei Rouanet

 

Zé Neto ganhou dinheiro público – Foto: Reprodução

Vilhena, RO - O cantor Zé Neto embolsou a bagatela de R$ 400 mil de dinheiro público em um único show nesta semana. Coincidência ou não foi o mesmo evento em que ele teceu críticas machistas e misóginas contra Anitta, além de falar mal da Lei Rouanet. No show que fez com seu parceiro, Cristiano, na cidade de Sorriso, no Mato Grosso, tudo pago com dinheiro da prefeitura.

Como o DCM mostrou neste sábado (14), enquanto vociferava que não precisava da Lei Rouanet, Zé Neto fazia um show para uma multidão na cidade de Sorriso. A multidão presente não pagou um real sequer, já que o evento foi feito com portões abertos. O próprio prefeito da cidade confirmou que, após dois anos de pausa da Expô Sorriso o evento retornaria em 2022 sem cobrança de entrada.

Segundo o jornal Folha Max, a prefeitura de Sorriso desembolsou R$ 1 milhão só para realizar os shows do evento. O mais caro? Justamente o de Zé Neto e Cristiano, que cobraram R$ 400 mil. Um pregão foi realizado para passar por todo o processo licitatório. Para se ter a noção da diferença de preços, hit do momento, Barões da Pisadinha cobraram R$ 250 mil e o cantor Gustavo Mioto, R$ 150 mil.

Por mais que garanta não precisar da Lei Rouanet, Zé Neto esconde de seu público que assim como ele, praticamente todos os sertanejos fazem fortuna através do dinheiro público. Mais de 80% dos shows realizados são em Festas de Peão, comemorando aniversário de cidades no interior do Centro-Oeste e do Sudeste, bancados com dinheiro público, pelas prefeituras.

A prática já foi apontada como uma espécie de máfia, já que os empresários desses cantores, comandam as rádios no interior das regiões e mandam e desmandam nas cidades, politicamente falando, com altas doações para seus candidatos. Depois de eleitos eles se veem obrigados a atender a demanda para levar quem esses empresários solicitarem para os eventos e pagar o preço pedido.

fonte: DCM

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem