Trending

Deputado Geraldo da Rondônia propõe abertura de CPI para investigar Secretaria de Agricultura e Emater

Deputado também rebateu críticas e informações de que teria ameaçado servidores do executivo durante visita ao Palácio Rio Madeira

Vilhena, RO - Ao utilizar a tribuna da Assembleia Legislativa de Rondônia na sessão desta terça-feira, 17, o Deputado Estadual Geraldo da Rondônia (PSC) apresentou requerimento para que o legislativo estadual promova a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades que estariam sendo praticadas na Secretaria de Estado da Agricultura e na Emater.

De acordo com o parlamentar, a suspeita recai sobre processos de doação de mudas de café clonal adquiridas pela Seagri e distribuídas para produtores rurais em troca de apoio político, pagamento de diárias a servidores que já estariam em campanha eleitoral pelo estado e possibilidade de sobre-preço e direcionamento no transporte do calcário, que, ainda segundo o deputado Geraldo, deveria ser de graça para o produtor rural, mas que pode estar existindo um vício no frete "uma vez que não é normal que se cobre R$ 20 mil para o transporte de calcário de Espigão do Oeste (onde se encontra a jazida administrada pelo governo do Estado) até o município de Machadinho do Oeste, no Vale do Jamari", afirmou

Ainda no uso da tribuna, o deputado Geraldo da Rondônia voltou a se defender de denúncias de que estaria sendo vítima por parte de servidores do executivo estadual, que lhe acusam de ameaça e intimidação.

De acordo com o deputado, o que aconteceu é que ele foi na Seagri e na Emater pedir explicações sobre determinados processos, como o do café clonal e do transporte de calcário e foi mal recebido por alguns servidores. Ele conta que como parlamentar exigiu explicações, mas que jamais agrediu, ameaçou ou tentou intimidar qualquer servidor, em nenhuma secretaria, empresa ou autarquia do Estado.

Abertura de CPI

De acordo com o regimento interno da Assembleia Legislativa, qualquer deputado, no pleno gozo de seu mandato tem o direito de apresentar requerimento para que seja instalada na Casa uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Para que a CPI seja instaurada no âmbito da Casa de leis, o deputado precisa contar no mínimo oito votos favoráveis por parte dos colegas parlamentares. Neste intuito, o deputado Geraldo começou ainda durante a sessão desta terça-feira a busca pelo apoio dos colegas parlamentares para que o instrumento de investigação possa ser efetivado.

Fonte: ALE/RO

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem