Trending

Em tom de crítica, 'pai do Playstation' afirma que metaverso não tem sentido


Ken Kutaragi, um dos responsáveis pela criação do Playstation na Sony, afirma que a tendência vai afastar as pessoas do mundo real de uma forma negativa

Porto Velho, RO - Kutaragi acredita que todo o equipamento requerido para se estar, de fato, no metaverso, são artifícios que isolam os usuários ainda mais do mundo real

Enquanto o metaverso tem feito a cabeça de empresários e entusiastas de tecnologia desde que Mark Zuckerberg popularizou o termo, para algumas pessoas, o conceito não é nada além de algo muito distante. Para Ken Kutaragi, conhecido como o 'pai do Playstation', a questão vai além: segundo ele, o metaverso não tem sentido algum.

A declaração do ex-funcionário da Sony vai de encontro ao frenesi que o metaverso tem tido nos últimos meses. O executivo defende que nada deveria substituir as relações pessoais — e presenciais — nem agora nem no futuro.

"Estar no mundo real é muito importante, mas o metaverso é tornar uma experiência semi-real em um mundo virtual. Não vejo sentido nisso", disse Kutaragi em entrevista para a agência de notícias Bloomberg.

O conceito de metaverso geralmente se refere a ambientes de mundo virtual compartilhados que as pessoas podem acessar via internet. O termo pode se referir a espaços digitais que se tornam mais realistas com o uso de realidade virtual (RV) ou realidade aumentada (RA).

Mas Kutaragi acredita que todo o equipamento requerido para se estar, de fato, no metaverso, são artifícios que isolam os usuários ainda mais do mundo real. Óculos de realidade virtual e aumentada serão necessários para uma experiência imersiva nesses ambientes virtuais, além de dispositivos de controle, como pulseiras com sensor de movimento, por exemplo. Esse é um dos pontos mais discutidos em relação à tendência — ainda é muito caro estar totalmente dentro dela.

"Os fones de ouvido isolam você do mundo real e não consigo concordar com isso. Esses dispositivos são simplesmente irritantes", afirmou. "Você prefere ser um avatar em vez de seu verdadeiro eu? Isso não é muito diferente de sites de mensagens anônimas".

Apesar da posição de Kutaragi, a Sony deu um passo importante para se preparar para uma entrada no metaverso. Durante a Consume Eletronics Show (CES) de 2022, realizada no início de janeiro em Las Vegas (EUA), a empresa anunciou o Playstation VR2, uma evolução de um videogame lançado em 2016.

O console deve ser lançado ainda neste ano, com foco em games com realidade virtual, utilizando óculos e dispositivos de controle nas mãos — com os Sense Controllers, já presentes em controles do Playstation 5.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem