Rondônia Virtual

Trending

Sem título

O DIA NA HISTÓRIA

23.5.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque

69 99910 8325

RONDÔNIA

1918 – Uma comissão do Ministério da Viação está em Porto Velho e vai até Guajará-Mirim, para fazer a medição final do traçado da ferrovia Madeira-Mamoré. 

1947 – O prefeito Flamínio Albuquerque e o governador Frederico Trota inauguram o 1º trecho pavimentado da Avenida 7 de Setembro, entre ruas Prudente de Moraes e José de Alencar.

1951 – Uma das grandes companhias brasileiras de teatro, a de “Ítalo Curci”, chega a Porto Velho para apresentações no cine teatro Resky. 

1954 – O governo do Território acertou a compra em Cuiabá de “carne verde” para consumo em Porto Velho (“carne verde” é como era chamada à época a carne de gado).

1985 – Três mil famílias demarcaram terrenos na mega invasão no loteamento “Jardim Eldorado”, em Porto Velho (originou a atual Zona sul).

1987 - O jornalista João Tavares denuncia “um clima de terror” contra pequenos servidores púbicos, também acusados de serem “marajás, quando são os que menos ganham e mais trabalham”.  

1991 – Em Porto Velho só os funcionários da Caerd, Unir, Embrapa e Ministério da Agricultura aderiram à “greve geral” feita pela CGU, CUT e Contag. Demais serviços funcionaram normalmente.

HOJE É

Dia Mundial da Tartaruga.

Católicos lembram São João Batista de Rossi, São Juliano,

BRASIL

1789 — Prisão de Tomás Antônio Gonzaga, um dos líderes da Inconfidência Mineira.  

1962 — O filme “O Pagador de Promessas”, ganha a Palma de Ouro no Festival de Cannes, na França. 

1984 – “Memórias do Cárcere", filme inspirado em livro de memórias de Graciliano Ramos, é premiado em Cannes. 

MUNDO

1929 – Lançada a 1ª animação falada de Mickey Mouse. 

1995 — Liberada a 1ª versão da linguagem de programação Java.

 2017 – Morre Roger Moore (n. 1927), o mais famoso intérprete de “007”.  

FOTO DO DIA

LONGE DO OCEANO, MILHÕES SALVAS

Um projeto iniciado há quase 50 anos, ainda no Território Federal de Rondônia, agora coordenado pela Associação Quilombola e Ecológica do Vale do Guaporé (Ecovale), apresenta resultados positivos para a preservação ambiental.

Tudo começou em 1976 quando o secretário de Agricultura Edgar Cordeiro, para reduzir a caçada às fêmeas de tartarugas criou, no período da desova/eclosão, com apoio de ribeirinhos, áreas de proteção no Vale do Guaporé para matrizes e seus filhotes. 

Com a criação da Associação Ecovale, o trabalho se ampliou e todos os anos um espetáculo natural, com participação humana na proteção, acontece em algumas praias do Guaporé, o que ganhou mais força com o apoio de órgãos estaduais e federais.

Na época da criação das áreas de proteção isso veio fazer frente à ameaça de desaparecimento da espécie no Rio Madeira, e no Guaporé.

O período entre a desova e a eclosão é, em média, de 60 dias, fase que vai de outubro e dezembro, época em que a fiscalização, tanto das comunidades que fazem parte do projeto como do Ibama se torna mais forte para proteger matrizes e filhotes.

Foto Frank Néry/Secom-GovRo

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem