Rondônia Virtual

Trending

Sem título


O DIA NA HISTÓRIA
14.5.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

RONDÔNIA

1942 - Católicos de Porto Velho e Guajará-Mirim alugam um barco para irem ao Congresso Diocesano, em Manaus.

1950 - Os radio-técnicos Hilarino Moreira Cunha e Artur Marques, e outros, fundam a Rádio Caiary Limitada, com capital inicial de CR$ 300 mil.

1954 – O Jornal Alto Madeira inova: a edição de domingo sairá com 16 páginas, sendo quatro no Suplemento Feminino.

1976 – A Miss Rondônia/1976 além de outros prêmios vai receber 10 mil cruzeiros, conforme o coordenador do concurso, jornalista Vinícius Danin.

1982 – Moradores da capital e outros municípios denunciam: a falta de material para tirar o título eleitoral pode prejudicar o primeiro pleito estadual.

1983 – O TSE deu ponto final à pretensão do ex-candidato a deputado federal João Lucena, pedia recontagem de votos na comarca de Ji-Paraná, na eleição do ano passado.

1985 – Criada a Faculdades Integradas de Cacoal (mais tarde União das Escolas Superiores de Cacoal – Unesc), a 1ª particular em Rondônia.

HOJE É

Dia do Segurador e Dia Continental do Seguro.
Católicos celebram Santa Corona, São Matias Apóstolo, São Miguel Garicots,
 
BRASIL

1952 – O “Esquadrão de Demonstração Aérea” (Esquadrilha da Fumaça), realiza sua primeira exibição oficial. 

2003 – Uma das lendas do esporte, o jogador de basquete Oscar Shmidt, se aposenta. 

2005 – Estoura a crise política brasileira conhecida como escândalo do mensalão.

MUNDO

1796 – Edward Jenner (+ 1823) faz o 1º teste da vacina contra a varíola. 

1948 – Criação do Estado de Israel. 

1998 – Morre Frank Sinatra (n. 1915), um dos artistas mais influentes do século XX.
 
FOTO DO DIA
ODES A PORTO VELHO (II)

Sempre que vou a outro Estado levo músicas regionais, e duas chamam atenção, o hino da “Banda do Vai Quem Quer” e “Porto Velho Meu Dengo”, essa a que atrai mais e, cá entre nós, é autêntico hino não oficial de Porto Velho.

O autor de “Meu Dengo”, e muitas outras, é o músico portovelhense Ernesto Melo, cujas composições são um mergulho na história, geografia e personagens da cidade, fruto de muita pesquisa, ou inspiração
No entanto, a mais famosa e pedida nas rodas de samba, “Porto Velho Meu Dengo”, a letra diz muito de um compositor que conhece, e ama a cidade, surgiu no saguão de um hospital, esperando ser atendido.
Para compor ele ressalta a importância de “beber na boa fonte”, em historiadores como Abnael Machado, em sambistas como Bainha, Sílvio – Zé Catraca – Santos e outros.

A música do Mestre Ernesto Melo “viaja” na cidade: “Mercado Central”, “Meu Caiari, Minha Vida”, “Amanhecer no Mocabo” etc.

Conhecido como “Poeta da Cidade”, Ernesto Melo é membro da Academia Rondoniense de Letras.
F. Ernesto Melo/acervo https://www.emrondonia.com/

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem