Rondônia Virtual

Trending

Sem título



O DIA NA HISTÓRIA
3.4.2024 – BOM DIA!

Lúcio Albuquerque
69 99910 8325

RONDÔNIA

1921 – O governo boliviano, alegando problemas econômicos, retirou de impostos de importação todas mercadorias que passem pelo porto de Presidente Hermes (Guajará-Mirim).
 
1967 – A Sociedade dos Amigos de Vila Rondônia, SAVIR, encaminha documento pedindo ao deputado federal Paulo Nunes Leal, ex-governador do Território, que apresente projeto de lei criando o município de Vila Rondônia.
 
1976 – Decreto do governador Humberto Guedes proíbe a comercialização, para fora do Território, de vários espécimes de peixes pescados em Rondônia, “para manter o abastecimento do consumidor rondoniense”.

1981 – O presidente João Figueiredo vem a Porto Velho assinar ordem de serviço da construção da hidrelétrica de Samuel e anunciar o envio do projeto de criação do Estado ao Congresso.

1982 – Vetado pelo governador Jorge Teixeira em sua pretensão de ser candidato ao Senado, o médico Leônidas Rachid ainda não respondeu se aceita compor a chapa do PDS para deputado federal. (AM ed 13.993 – Pág 5)

3 - 1986 – D. Geraldo Verdier, bispo de Guajará-Mirim, denuncia à Polícia Federal uso de trabalhadores escravos, vigiados por jagunços, em fazendas no vale do Guaporé.

HOJE É

Dia do Desporto Comunitário. Dia do Atuário.
 
BRASIL

2014 — Papa Francisco assina o decreto que proclama a santidade do Padre Anchieta (data litúrgica 9 de junho). 

2009 — Morre Márcio Moreira Alves (n. 1936), cujo discurso sobre o 7 de Setembro teria sido um dos causadores da questão militar de 1964.

MUNDO

33 — Pôncio Pilatos, condena Jesus de Nazaré à morte. 

1862 — Victor Hugo (1802/1885), publica o livro Os Miseráveis. 

1981 — A Osborne Computer Corporation lança o 1º microcomputador portátil comercialmente bem-sucedido.

FOTO DO DIA
GUEDES, UM ESQUECIDO (I)

Sempre que pergunto a alguém sobre os governadores do Território, lembram de dois: o primeiro, Aluízio Ferreira, e o último, Jorge Teixeira.

Aluízio, desde 1929 quando chegou, nomeado para trabalhar no serviço telegráfico, tornou-se, até por falta de outros nomes, numa liderança política importante que nos trouxe benefícios, inclusive por sua ação na EFMM e na luta pela criação do Território, com a capital em Porto Velho.

Teixeira dispensa comentários. É patrono de ruas, bairros, escolas, memorial e dois municípios. Já ouvi palestrante dizer até que foi ele quem mandou construir a BR-364, asfaltar a dita cuja e criar o Estado.

Mas há 3 lembrados por quem vai além do trivial: Araújo Lima, responsável por grandes obras nos dois municípios de então (Porto Velho e Guajará), é patrono de uma escola com seu nome, uma avenida popularmente chamada “Abunã” e autor da letra do Hino de Rondônia.

Paulo Leal, que desafiou JK a mandar abrir o “Outro Lado da Cruz” – só isso já seria suficiente.
Do penúltimo governador do Território, Humberto Guedes, o único ainda vivo, com mais de 100 anos, poucos lembram dele.

Foto: Bandeira de Teixeirópolis, um dos municípios que homenageiam Teixeira
Amanhã: Guedes, o Esquecido (II)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem