Trending

Galo conta sua história e apresenta Calendário de Eventos




Porto Velho, RO - A Sociedade Cultural Galo da Meia Noite ou simplesmente Galo da Meia Noite, fundado em 22 de novembro de 1992, no tradicional bairro Caiari, na cidade Porto Velho/RO, tem como fundadores, os irmãos:

Edson Caúla, Jorge Caúla, Carlinhos Castro e a pernambucana Magna Souza, completará 31 anos de existência.

O Bloco que hoje é comandado pelo Carnavalesco, folião e fundador do Galo Carlinhos Castro, tornou-se Patrimônio Cultural Imaterial do Município de Porto Velho, no ano passado, por meio de Decreto assinado pelo prefeito da Capital, Hildon Chaves.

A Diretoria apresentou um vasto calendário de eventos carnavalescos, que se iniciam neste sábado, 21 de janeiro e estender-se-ão até o dia 24 de fevereiro, conforme o que segue:

- Dia 21 de janeiro – “1º Skenta de Carnaval do Galo”, na Casa de Eventos Zé Beer, a partir das 14h

- Dia 28 de janeiro – “Feijoada Carijó”, na Casa de Eventos Zé Beer, a partir do meio dia

- Dia 04 de fevereiro – “Feijoada Galoucura” – na Casa de eventos Zé Beer (a partir do meio dia) e Ensaio Pré Carnavalesco no Terreiro do Galo, a partir das 16h (a confirmar)

- Dia 11 de fevereiro – “Feijoada do Zé Galo” – na Casa de Eventos Zé Beer (a partir do meio dia) e Ensaio Pré Carnavalesco no Terreiro do Galo, a partir das 18h (a confirmar)

- Dia 16 de Fevereiro (quinta-feira) – “DESFILE OFICIAL DO GALO” – Concentração a partir das 18h e saída do Bloco a meia noite. Rua Rogério Weber, entre Carlos Gomes e Pinheiro Machado

- Dia 20 de Fevereiro (Segunda-feira de Carnaval) “Baile de Máscaras” – no Zé Beer, 23h

- Dia 24 de fevereiro (Sexta-feira) “Baile A Ressaca do Zé Galo” – no Zé Beer, 23hO presidente do Bloco ressalta que esse ano o “Galo” vai inovar o seu desfile oficial do dia 16 fevereiro, onde não haverá o tradicional abadá e nem foliões entre cordas.

“O Galo tornou-se Patrimônio Cultural do Município de Porto Velho e em agradecimento ao feito proporcionará de forma gratuita a população o seu desfile oficial”, disse Carlinhos Castro, presidente do Bloco.

Enaltecendo ainda que o Bloco virá com toda a estrutura de grande porte, exigida para todos os blocos desfilar, mas que o Galo não terá nenhum tipo de receita e somente grandes despesas, com: Locação de trio elétrico, cachê de bandas, seguranças, ambulância, bombeiros civis e diversas outras taxas dos órgãos municipais e estaduais, o que “torna o carnaval desse ano o mais desafiador de todos os desfiles realizados pelo Galo, ao longo desses 30 anos”, disse o presidente.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem