Trending

Rondônia realiza primeiros debates na Conferência do Clima e apresenta projetos sustentáveis

 

Rondônia mantém um mercado de carbono voluntário, que já beneficia 100 famílias

Porto Velho, RO - A atuação na região amazônica, com objetivo de promover ações para garantir o desmatamento zero, a geração de emprego, infraestrutura básica e o fortalecimento das comunidades tradicionais e inovação como formas de impulsionar a economia verde foram apresentadas pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – Sedam, em um dos painéis da 27ª edição da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, COP-27, que está acontecendo no Egito.

Comprometido com o desenvolvimento sustentável, a Sedam vem ampliando a atuação na região amazônica e, durante o painel, que teve como tema central – Políticas e Instrumentos para uma Economia Verde no Estado de Rondônia, foi apresentado pela assessora de Governança Climática, Letícia Pereira de Andrade, e o coordenador do Observatório de Bioeconomia da FGV, Daniel Vargas, que debateram sobre as políticas de governança e o sistema de instrumentos climáticos de Rondônia.

Na pauta das discussões, Letícia Andrade apresentou os projetos implementados pela Sedam para a produção sustentável e conservação do meio ambiente, que visam a redução do desmatamento e a proporção da proteção e uso sustentável das florestas de Rondônia e o fortalecimento de capacidades de agentes da sociedade para atuação nas temáticas relacionadas à redução do desmatamento e emissão de gases do efeito estufa.

Para fortalecer a união entre proteção ambiental e desenvolvimento econômico na região amazônica, a Sedam tem alavancado os projetos de crédito carbono, com ações de monitoramento da biodiversidade, enquanto o programa de extensão rural e atividades com as comunidades locais e entorno da reserva. Considerando o papel da conservação de estoques de carbono florestal, manejo sustentável de florestas e aumento de estoques de carbono florestal (+).

Além das ações de Bioeconomia de REDD+, Rondônia mantém um mercado de carbono voluntário, que já beneficia 100 famílias. Cada uma recebe em média um salário mínimo por mês como Pagamento por Serviço Ambiental. Os contratos vigentes têm duração de 30 anos.

COP-27

A Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas 2022, COP-27, está acontecendo desde o dia 6 e segue até 18 de novembro, em Sharm el Sheikh, no Egito. O evento tem como objetivo discutir e apresentar as ações que estão sendo realizadas pelos países que influenciam positivamente na preservação do Meio Ambiente e mitigação das mudanças climáticas.

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem