Trending

Operação de combate à pornografia infantil é deflagrada pela PF em Porto Velho/RO

Foi cumprido 01 mandado de busca e apreensão na residência do investigado

Porto Velho, RO - A Polícia Federal, através de seu Núcleo Regional de Repressão aos Crimes Cibernéticos de Rondônia, deflagrou na manhã desta quinta-feira (10/11/2022), a Operação X-RAY, para combater os crimes de compartilhamento e armazenamento de materiais relacionados ao abuso sexual infantojuvenil pela internet.

A investigação foi iniciada em agosto de 2020, a partir de informações de uma empresa estrangeira, proprietária de um site de conteúdo adulto, que cientifica as autoridades policiais de vários países, por meio da INTERPOL, dos usuários que compartilham pornografia infantil em sua página eletrônica.

Os vídeos que, inequivocamente, são sinalizados como conteúdo de abuso sexual infantil, são relatados automaticamente para as autoridades policiais, em plataforma própria dedicada aos órgãos de LEA (law enforcement).

Com as informações recebidas, a Polícia Federal iniciou as investigações, e, utilizando-se de técnicas especiais de polícia judiciária conseguiu identificar o responsável pelo compartilhamento do vídeo denunciado, em que uma criança chora enquanto é abusada por um homem adulto.

O Mandado de Busca e Apreensão exarado pela 3ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária de Rondônia – SJRO foi cumprido na residência do investigado, na capital rondoniense.

O suspeito poderá ser indiciado por armazenamento e compartilhamento de conteúdo relacionado à pornografia infantojuvenil, cujas penas somadas podem chegar a 10 anos de reclusão.

Os dispositivos eletrônicos apreendidos serão periciados pelo Setor Técnico-Científico da Polícia Federal – SETEC e analisados pelo NRCC/RO.

X-RAY, nome dado à operação, é uma palavra da língua inglesa que significa “RAIO-X”, em referência à forma que a conduta do investigado foi identificada, analisada e reportada às autoridades ao compartilhar o conteúdo ilícito na rede mundial de computadores.



Fonte: Superintendência Regional em Rondônia – Polícia Federal

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem