Trending

O dia 31 de outubro na história de Porto Velho, Rondônia, Brasil e Mundo

  

O DIA NA HISTÓRIA

Lúcio Albuquerque

WhatsApp 69 99910 8325

BOM DIA, 2ª feira, 31 de OUTUBRO

HOJE É 

Dia da Dona de Casa, Dia Nacional da Proclamação do Evangelho (Lei 132246/2016), Dia da Reforma Protestante, Dia Mundial das Cidades, Dia do Saci, Dia Mundial da Poupança, Dia Internacional do Comissário de Bordo, Dia das Bruxas 

Católicos celebram Santo Afonso Rodrigues, São Wolfgang de Ratisbona, Sabtio Estácio de Bizâncio.

RONDÔNIA

31 – 1944 – O governador do Território do Guaporé, Aluízio Ferreira, discursa no Rio de Janeiro, defendendo a necessidade da criação do Estado do Guaporé. 

31 – 1947 - Frederico Trotta é o 3º a  tomar posse como governador do Território.

31 – 1957 – O jornal Alto Madeira publica o Estatuto Social do Bancrevea Clube.

BRASIL

1996 – Um avião da Tam cai no aeroporto de Congonhas (SP), destruindo casas e matando 99 pessoas. 

2010 – Dilma Rousseff é eleita a primeira mulher presidente do Brasil. 

MUNDO

1.517 - Contestando a pregação da Igreja de Roma, o abade Martinho Lutero prega suas 95 teses na igreja de Wittenberg, iniciando a chamada “Reforma Protestante”. 

1902 — Carlos Drummond de Andrade, poeta, contista e cronista brasileiro (m. 1987). 

Em  1942 — O Papa Pio XII efetua um ato solene de consagração do mundo ao Imaculado Coração de Maria.  

2011 – O planeta Terra atinge 7 bilhões de pessoas.

FOTO DO DIA

Um Estado chamado “Guaporé” em lugar do “Território do Guaporé”. Foi a proposta do primeiro governador do Território em palestra no Rio de Janeiro, em 1944. Aluízio, em 1929, é nomeado para administrar a Comissão de Linhas Telegráficas Estratégicas de Mato Grosso ao Amazonas. 

Em 1931 é nomeado para administrar a ferrovia Madeira-Mamoré  (o 1º brasileiro no cargo); em 1937 manda abrir uma estrada (atual BR-364) no rumo sul, desde Porto Velho. Em 1944 torna-se o 1º governador do Território Federal do Guaporé; em 1946, 1950 e 1958) eleito para a Câmara Federal (Na foto, na campanha de 1954, da esquerda para direita, Ari Pinheiro, Aluízio Ferreira, João Barril e Ary Macedo). 

Publicou “Uma obra nacionalista no oeste do Brasil” (1937), “Problemas da Amazônia” e estudos diversos. Faleceu aos 83 anos (RJ) em 1980 (n.1897, no Pará). F. Acervo Anderson Leno/Saudosismo Portovelhense

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem