Trending

Polícia identifica duas adolescentes como autoras das ameaças de ataques a escola Carmela Dutra


Vilhena, RO - Após investigações da Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (DEAII), duas adolescentes de 16 e 17 anos, foram identificadas como autoras das ameaças de ataque contra a escola estadual Carmela Dutra em Porto Velho, feitas por um perfil no Twitter. Elas não eram alunas da instituição, segundo a Polícia Civil.

O perfil fazia sérias ameaças, afirmando que a escola Carmela Dutra teria uma surpresa pela manhã do dia 5 de abril. Por conta disso, a direção chegou a suspender as aulas, para resguardar os alunos e servidores.

Depois de serem acionados, policiais da DEAII, iniciaram as investigações e chegaram até as duas adolescentes. A delegada titular representou pelo pedido de busca e apreensão, que foi cumprido nas casas das duas investigadas. A adolescente, de 17 anos, foi detida e confessou a participação da adolescente de 16 anos.

Durante as buscas os agentes encontraram uma máscara de personagem satânico, faca curvada e simulacros de arma de fogo.

Na casa da menor de 17 anos, os policiais apreenderam um notebook e um celular, contendo provas do crime, inclusive confirmando que ela iria colocar em prática as ameaças.

A adolescente de 16 anos, na presença da mãe, confessou aos policiais. Ela segue sendo investigada pela Polícia.

A DEAAI acredita que a jovem inspirou suas pretensões no cenário de filmes de terror. A especializada levantou indícios que as adolescentes pretendiam praticar canibalismo contra possíveis vítimas, que seriam meninos.

Fonte: Rondoniagora

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem