Trending

Países da Europa começam a oferecer vacina contra varíola para conter surto

Corpo de um homem não identificado com marcas da varíola dos macacos — Foto: CDC/Brian W.J. Mahy/Handout via REUTERS

Vilhena, RO - A Alemanha encomendou 40 mil doses de vacina contra a varíola Imvanex, para tentar conter o surto de varíola do macaco que assola a Europa. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a vacina contra a varíola tem efetividade de 85% contra a varíola do macaco.

A vacina encomendada é produzida pela Bavarian Nordic. Nos Estados Unidos ela é vendida sob o nome de Jynneos e é aprovada para uso contra a varíola e a varíola do macaco. Na Europa o medicamento é chamado Imvanex, e seu uso para a varíola do macaco é considerado off-label.

O ministro da Saúde da Alemanha, Karl Lauterbach, disse em coletiva nesta terça-feira (24) que medidas como período de isolamento de pelo menos 21 dias para pessoas infectadas seriam suficientes para conter o surto por enquanto.

"Se as infecções se espalharem ainda mais, queremos estar preparados", disse Lauterbach, referindo-se à estratégia de vacinar contatos de uma pessoa infectada. Ele disse que o surto de varíola pode ser contido e não sinalizou o início de uma nova pandemia, acrescentando que a vacinação pode impedir que a doença se torne endêmica.

Outro país que começou a recomendar a vacinação contra a varíola para conter o surto foi a França. Nesta terça-feira, a autoridade de saúde do país disse que adultos do grupo de risco e trabalhadores da saúde que tiveram contato com pessoas que contraíram a varíola do macaco precisam tomar a vacina.


O Reino Unido oferece desde a última semana vacinas contra a varíola para profissionais da saúde que tiveram contato com pessoas que contraíram a doença.

Apesar dos esforços de vacinação em países da Europa, a OMS diz que a vacinação em massa contra a doença não é necessária, ressaltando que medidas como boa higiene e hábitos sexuais seguros podem ajudar a controlar o surto.

OMS diz que não há evidências de que o vírus da varíola dos macacos tenha sofrido mutação

Vacinas o suficiente

Apesar de ainda não recomendar a vacinação, os Estados Unidos dizem ter doses o suficiente da vacina caso a doença se espalhe. Segundo Jake Sulivan, conselheiro para assuntos nacionais da Casa Branca, os Estados Unidos têm vacinas "prontas para serem entregues".

O presidente Joe Biden reafirmou a fala de Sulivan, e disse que a vacina contra a varíola é efetiva contra a varíola do macaco e que os EUA tem o suficiente para "lidar com a eventualidade de um problema".

"Não acho que isso vai crescer ao nível da Covid-19", disse o presidente, que rechaçou a volta de medidas de isolamento social para conter a doença. "Até o momento não há necessidade de esforços extras para além do que estamos fazendo".

Segundo a especialista Jennifer McQuiston, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês), o país tem estoque de mais de mil doses da vacina Jynneos.

Por Valor Online
Fonte: G1

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem